FAQs

Frequently Asked Questions

Análise de fragmentos (biópsias) ou órgão (peças cirúrgicas) retirados do corpo humano através de um procedimento cirúrgico. O médico Patologista realiza a análise macroscópica e microscópica, emitindo um diagnóstico final através do laudo anatomopatológico.

Dentre as inúmeras capacidades diagnósticas, o patologista é habilitado, através da sua formação, a dizer se um tumor é maligno ou benigno, podendo indicar, ainda, qual o prognóstico (expectativa de evolução) das lesões. Sem o laudo anatomopatológico, produzido criteriosamente pelo Patologista, muitas vezes, não é possível iniciar qualquer tratamento com segurança.

Caso queira nos encaminhar material, disponibilizamos frascos com formol tamponado, basta entrar em contato conosco.

Consiste na segunda opinião de um laudo anatomopatológico. O médico patologista analisa a(s) lâmina(s) e bloco(s) previamente confeccionado em outro laboratório e emite seu diagnóstico com base nos dados clínicos do paciente.

Para que uma revisão de lâminas seja adequadamente feita, é essencial que o primeiro laudo anatomopatológico possa ser consultado para conferência de todo o material, da macroscopia e do processamento realizados pelo primeiro laboratório. A segunda opinião, muitas vezes, possibilita maior segurança ao médico assistente na revisão e/ou continuidade do tratamento.